paint-brush
Comparando as melhores alternativas de TypeScript [Parte I]por@akankov
4,609 leituras
4,609 leituras

Comparando as melhores alternativas de TypeScript [Parte I]

por Aleksei Kankov9m2023/01/31
Read on Terminal Reader

Muito longo; Para ler

O TypeScript foi desenvolvido e lançado pela Microsoft em 2012. Ele foi projetado para ser um superconjunto digitado de JavaScript. A versão mais recente do TypeScript é a 4.2, lançada em novembro de 2021. CoffeeScript é uma linguagem de programação lançada pela primeira vez em 2009. É uma alternativa mais concisa e expressiva ao JavaScript.
featured image - Comparando as melhores alternativas de TypeScript [Parte I]
Aleksei Kankov HackerNoon profile picture


Acredito que você já deve saber o quão popular é o TypeScript hoje em dia. Mas não era assim há dez anos. Vamos começar com um pouco da história do TypeScript e suas alternativas. E havia muitas alternativas.

A História do TypeScript

O TypeScript https://www.typescriptlang.org/ foi desenvolvido e lançado pela Microsoft em 2012. Foi criado por Anders Hejlsberg, que também liderou o desenvolvimento do C#, e foi projetado para ser um superconjunto tipado de JavaScript. Isso significa que TypeScript é totalmente compatível com JavaScript e qualquer código JavaScript existente pode ser facilmente integrado a um projeto TypeScript.


A versão inicial do TypeScript incluía recursos como digitação estática, classes e interfaces. Esses recursos foram destinados a melhorar a experiência de desenvolvimento e facilitar a detecção de erros antes que eles cheguem à produção.


O TypeScript ganhou popularidade entre os desenvolvedores e a comunidade rapidamente começou a contribuir para o desenvolvimento da linguagem. Ao longo dos anos, o TypeScript foi atualizado com novos recursos, como decoradores, async/await e suporte para JSX.


Em 2017, o TypeScript alcançou a versão 2.0, que incluía novos recursos, como tipos não anuláveis e análise de tipo baseada em fluxo de controle. Este foi um lançamento significativo que melhorou os recursos de verificação de tipo da linguagem e a tornou mais poderosa.


Em 2019, o TypeScript 3.5 foi lançado e trouxe suporte para JSX e melhorou a verificação de tipo para JSX. A versão mais recente do TypeScript é a 4.2, que foi lançada em novembro de 2021 e traz muitos recursos, como desempenho aprimorado, melhor verificação de tipo e novos recursos, como tipo literal de modelo e suporte para fragmento JSX.


O TypeScript continua a ser desenvolvido e mantido ativamente pela Microsoft e pela comunidade. Com um número crescente de desenvolvedores usando-o e uma ampla variedade de bibliotecas e estruturas que o suportam, o TypeScript está se tornando cada vez mais popular como uma linguagem para criar aplicativos de grande escala.

Alternativas ao TypeScript

CoffeeScriptGenericName


https://coffeescript.org/ CoffeeScript é uma linguagem de programação lançada pela primeira vez em 2009 por Jeremy Ashkenas. Ele foi projetado como uma alternativa mais concisa e expressiva ao JavaScript e visa tornar a sintaxe do JavaScript mais parecida com Ruby ou Python.


CoffeeScript foi bem recebido pelos desenvolvedores e rapidamente ganhou popularidade como alternativa ao JavaScript. Um dos principais benefícios do CoffeeScript era sua sintaxe mais concisa, que permitia aos desenvolvedores escrever menos código para realizar as mesmas tarefas. Ele também fornecia recursos como compreensão de lista, atribuições de desestruturação e classes, que não estavam disponíveis em JavaScript na época.


Nos anos que se seguiram ao seu lançamento, o CoffeeScript tornou-se amplamente utilizado pelos desenvolvedores e foi incluído em muitos frameworks e bibliotecas populares de desenvolvimento da Web. No entanto, conforme o JavaScript evoluiu, muitos dos recursos que tornaram o CoffeeScript único foram adicionados ao próprio JavaScript. Isso, combinado com a ascensão do TypeScript, que fornecia um sistema de tipos e outros recursos que tornavam o desenvolvimento em larga escala mais fácil, levou a um declínio na popularidade do CoffeeScript.


Apesar disso, o CoffeeScript ainda está sendo mantido e ainda é usado por alguns desenvolvedores hoje. Continua sendo uma escolha popular para aqueles que preferem sua sintaxe e simplicidade concisas, e continua a ter uma comunidade dedicada de usuários.


No geral, CoffeeScript teve um impacto na comunidade de desenvolvimento web e desempenhou um papel importante na evolução do JavaScript. Sua sintaxe e recursos concisos influenciaram o desenvolvimento de outras linguagens de programação, e seu legado ainda pode ser visto no estado atual do desenvolvimento da web.

CoffeeScript vs TypeScript

TypeScript e CoffeeScript são linguagens de programação usadas para criar aplicativos da Web, mas têm algumas diferenças importantes.


TypeScript é uma linguagem de tipagem estática que foi desenvolvida como um superconjunto de JavaScript.


CoffeeScript, por outro lado, é uma linguagem de tipagem dinâmica que foi projetada para fornecer uma alternativa mais concisa e expressiva ao JavaScript. CoffeeScript foi projetado para tornar a sintaxe do JavaScript mais parecida com Ruby ou Python e fornece recursos como compreensão de lista e atribuições de desestruturação que não estavam disponíveis em JavaScript na época.


Em termos de sintaxe, o TypeScript tem uma sintaxe muito semelhante ao JavaScript, enquanto o CoffeeScript tem uma sintaxe mais concisa, projetada para ser mais fácil de ler e escrever.


Quando se trata de comunidade, o TypeScript tem uma comunidade de usuários maior e mais estabelecida, bem como uma gama mais ampla de ferramentas e bibliotecas de terceiros disponíveis. CoffeeScript tem uma comunidade menor de usuários, mas ainda possui um grupo dedicado de usuários que preferem sua sintaxe concisa.


Concluindo, TypeScript e CoffeeScript são ótimas opções para construir aplicações web, e a escolha entre eles dependerá das necessidades específicas do projeto e da preferência do desenvolvedor.


O TypeScript pode ser uma escolha melhor para quem procura uma linguagem de tipagem estática com uma sintaxe semelhante ao JavaScript, enquanto o CoffeeScript pode ser uma escolha melhor para quem prefere uma sintaxe mais concisa e uma linguagem de tipagem dinâmica.

Dardo

Dart é uma linguagem de programação de uso geral desenvolvida pelo Google e foi lançada pela primeira vez em 2011. A linguagem foi projetada para ser uma alternativa ao JavaScript para o desenvolvimento de aplicativos da Web, móveis e de desktop. O Dart foi criado com o objetivo de fornecer uma maneira mais estruturada e previsível de criar aplicativos, com uma sintaxe semelhante a Java e C#.


Um dos principais recursos do Dart é seu sistema de tipos, que ajuda a detectar erros antes que eles cheguem à produção. Ele também fornece um modelo de objeto unificado, facilitando a criação de aplicativos de grande escala e possui suporte integrado para programação assíncrona.


Quando o Dart foi lançado pela primeira vez, ele enfrentou críticas de alguns membros da comunidade de desenvolvimento da Web, que o viam como uma alternativa desnecessária ao JavaScript. No entanto, a popularidade do Dart cresceu nos últimos anos e agora é amplamente usado para criar aplicativos, principalmente para plataformas da Web e móveis.


Em 2021, o Google anunciou que o Dart 2.0, a versão mais recente da linguagem, agora seria capaz de compilar para JavaScript, tornando mais fácil para os desenvolvedores escrever o código Dart executado na web. Essa mudança tornou o Dart ainda mais acessível aos desenvolvedores e ajudou a aumentar sua popularidade.


Hoje, o Dart é amplamente utilizado por desenvolvedores e possui uma grande comunidade de usuários. Ele é usado por muitas grandes organizações, incluindo o Google, e é uma escolha popular para criar aplicativos para plataformas da web e móveis. A linguagem continua a ser desenvolvida e mantida pelo Google e é vista como um elemento-chave no futuro do desenvolvimento web.

Dart vs TypeScript

TypeScript e Dart são linguagens de programação projetadas para serem usadas na construção de aplicativos de grande escala. No entanto, eles têm algumas diferenças importantes que os diferenciam.


Dart é uma linguagem de programação de uso geral desenvolvida pelo Google. Ele fornece um sistema de tipos, um modelo de objeto unificado e suporte integrado para programação assíncrona. O Dart é usado para criar aplicativos para plataformas da Web, móveis e de desktop e pode ser compilado para JavaScript para execução no navegador.


Em termos de sintaxe, o TypeScript é muito semelhante ao JavaScript, facilitando o aprendizado dos desenvolvedores de JavaScript. Dart tem uma sintaxe semelhante a Java e C# e fornece uma maneira mais estruturada de criar aplicativos.


Quando se trata de comunidade, o TypeScript tem uma comunidade de usuários maior e mais estabelecida, bem como uma gama mais ampla de ferramentas e bibliotecas de terceiros disponíveis. O Dart tem uma comunidade menor de usuários, mas está crescendo e conta com o suporte do Google.


Concluindo, TypeScript e Dart são ótimas opções para construir aplicações de grande porte, e a escolha entre eles dependerá das necessidades específicas do projeto e da preferência do desenvolvedor. O TypeScript pode ser uma escolha melhor para quem está familiarizado com JavaScript e prefere uma linguagem de tipagem estática, enquanto o Dart pode ser uma escolha melhor para quem prefere uma linguagem mais estruturada com uma sintaxe semelhante a Java ou C#.

Olmo

https://elm-lang.org/ Elm é uma linguagem de programação funcional que foi projetada especificamente para a construção de aplicativos da web. Foi criado por Evan Czaplicki em 2012 como uma forma de abordar os problemas de complexidade e confiabilidade associados à construção de aplicativos da Web complexos.


O Elm fornece vários recursos que o tornam adequado para a criação de aplicativos da Web. É uma linguagem de tipagem estática, o que significa que fornece segurança de tipo e reduz o risco de erros de tempo de execução.


Ele também fornece um modelo de programação funcional, que torna mais fácil raciocinar sobre o comportamento dos aplicativos e escrever códigos fáceis de manter e depurar.

Em termos de sintaxe, o Elm possui uma sintaxe inspirada em Haskell e fornece vários recursos que facilitam a escrita e a compreensão do código, como imutabilidade, tipos de dados algébricos e inferência de tipos.


Elm tem uma comunidade relativamente pequena de usuários em comparação com outras linguagens de desenvolvimento web, mas tem um grupo dedicado de usuários que apreciam seu foco em confiabilidade e simplicidade.


Concluindo, Elm é uma ótima opção para construir aplicações web para aqueles que preferem um modelo de programação funcional e uma linguagem estaticamente tipada. Ele fornece vários recursos que o tornam adequado para a criação de aplicativos da Web confiáveis e de fácil manutenção, e sua sintaxe concisa facilita a leitura e a gravação de códigos.

Elm vs TypeScript

Elm e TypeScript são linguagens de programação usadas para criar aplicativos da Web, mas possuem algumas diferenças importantes.


Elm é uma linguagem de programação funcional que foi projetada especificamente para a construção de aplicativos da web. É tipado estaticamente, o que significa que fornece segurança de tipo e reduz o risco de erros de tempo de execução. O Elm fornece um modelo de programação funcional, que torna mais fácil raciocinar sobre o comportamento dos aplicativos e escrever códigos fáceis de manter e depurar.


Em termos de sintaxe, o TypeScript possui uma sintaxe muito semelhante ao JavaScript, enquanto o Elm possui uma sintaxe mais concisa inspirada no Haskell. O Elm também fornece vários recursos que facilitam a escrita e a compreensão do código, como imutabilidade, tipos de dados algébricos e inferência de tipos.

Quando se trata de comunidade, o TypeScript tem uma comunidade maior e mais estabelecida de desenvolvedores, enquanto o Elm tem um grupo menor, mas dedicado, de usuários que apreciam seu foco em confiabilidade e simplicidade.


Concluindo, tanto o Elm quanto o TypeScript são ótimas opções para construir aplicações web, e a escolha entre eles dependerá das necessidades específicas do projeto e da preferência do desenvolvedor. O TypeScript pode ser uma escolha melhor para quem procura uma linguagem de tipagem estática com uma sintaxe semelhante ao JavaScript, enquanto o Elm pode ser uma escolha melhor para quem prefere um modelo de programação funcional e uma sintaxe mais concisa.

Considerações Finais sobre Alternativas Datilografadas

Concluindo, TypeScript, Dart, CoffeeScript e Elm são todas linguagens de programação usadas para criar aplicativos da Web e cada uma tem seus próprios pontos fortes e fracos.


TypeScript é uma linguagem de tipagem estática que é um superconjunto de JavaScript, tornando-a uma escolha popular para criar aplicativos da web. Ele fornece segurança de tipo, reduz o risco de erros de tempo de execução e possui uma sintaxe semelhante ao JavaScript.


Dart é uma linguagem de tipagem estática que foi criada pelo Google para enfrentar os desafios da construção de aplicativos da web em larga escala. Ele fornece segurança de tipo e reduz o risco de erros de tempo de execução e possui uma sintaxe semelhante ao Java.


CoffeeScript é uma linguagem de tipagem dinâmica que fornece uma sintaxe mais concisa para escrever código JavaScript. Ele fornece uma alternativa ao JavaScript que é mais fácil de ler e escrever e é amplamente usado para criar aplicativos da Web de pequeno a médio porte.


Elm é uma linguagem de programação funcional que foi projetada especificamente para a construção de aplicativos da web. Ele fornece segurança de tipo e reduz o risco de erros de tempo de execução, além de fornecer um modelo de programação funcional que torna mais fácil raciocinar sobre o comportamento de aplicativos e escrever código fácil de manter e depurar.


Ao escolher entre esses idiomas, as necessidades específicas do projeto e as preferências do desenvolvedor terão um papel significativo. O TypeScript é uma ótima opção para quem procura uma linguagem de tipagem estática com uma sintaxe semelhante ao JavaScript, o Dart é uma boa opção para criar aplicativos da Web de grande escala, o CoffeeScript é uma boa opção para criar aplicativos da Web de pequeno a médio porte aplicativos, e o Elm é uma boa escolha para quem prefere um modelo de programação funcional e uma sintaxe mais concisa.


Na próxima parte desta série, compararei o TypeScript com outras alternativas, portanto, fique atento!